FERVENDO

Derreta minha lingua...
Deflore meu juízo...
Arranque o meu siso...
Enforque...eu preciso...
Morda minha carne...
Sangre a minha voz...
Seja... meu algoz...
Acorde minha vontade...
Floresça meu destino...
Lamba minha verdade...
Engula a minha dor...
Sufoque o meu amor...
Seja...meu opressor...
queime o travesseiro...
Penetre na imagem...
Quebre meu espelho...
Devore...meu anseio...
Misture meus sentidos...
Molhe minha intenção...
Mate... meu tesão.
®IatamyraRocha

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Mulheres poetas

Poemas: Fênix e Versos metafisicos