Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2011

Flores roxas

Imagem
A voz das ruínas ecoa
Em águas plácidas a mercê do vento
Deixo o tempo me sussurrar flores
Aquecendo minha alma inquieta.


Bebo o ar e a luz
Que vem em pequenos nuances
Iluminando sombras que encolhem meus passos
Fecho os olhos e abraço o meu caminho ao mar.


Tenho medo do que me é revelado
Medo da morte que envenena meu sorriso
Medo de amar mais do que eu sinto
Choro todo o meu poema exalado.


O nó na garganta fecha o meu coração
Luto..Luto...Por mim mesma cheia de dor
Queria tanto a segurança das nuvens
A certeza de sonhos cor de rosa.


Mas, o sol esconde de mim o seu calor
Minha inspiração é só eu mesma
Translúcida e elucidando minha fé
Conta a conta com a minha esperança.


Piso nas flores roxas
Ouço o estalar dos galhos
A penitência invade meus versos
Um só sentimento me prende, amor.


Espero um dia claro
Um domingo ressuscitado
Meu mundo nascendo das cinzas
Um tempo transformado.
®IatamyraRocha
Versos puros / Maktub



Sacramento

Imagem
Essa imagem em movimento aqui : Nuances poéticos Sou porto Que ancora teu prazer Terço que rezas Sem saber.


Vento Que lê tuas palavras Impressas no tempo.

Gozo Que resplandece tua tez Tua carne em repouso Insensatez.


Rua Que abre teus caminhos Na minha pele nua.


Chuva Que molha tuas intenções Vulva Clamando redenções.


Enigma Devorado com amor Estigma, louvor.


Água Que mata tua sede Tua ama Na cama e na rede.


Presente Passado e futuro Sexo seguro.


Sou tua metade Tua esfera Ardendo de saudades Na tua terra. ®IatamyraRocha O canto da chuva

Metamorfoses

Imagem
Coloco-me como o vento
Que sopra em rebentos
Como mangue
Que enlameia para criar
Coloco-me em finito
Como a imensidão do mar.

Coloco-me
Feito lama que escorre
Vento que corre
Mar que engole
Corpo que se move.


Sou pedra a despedaçar
Fragmentar
Des-com-pac-tar.

Sou desejos
Remelexos
Sangue, sexo, medos
Sou Hu-ma-na.
®IatamyraRocha

Texto escrito e publicado por mim Iatamyra Rocha no ebook Nuances Poéticos, visualização e download aqui mesmo no blog efêmero.




Sussurros

Imagem
Cinco da manhã
O sol está rouco
Neblina meu acordar
Desato linhos no meu olhar.


Luz sussurrando aos poucos
Em frestas no meu corpo
Vestindo-me de sol
Reentrâncias na minha pele nua.


Queria mais um tempo
Da madrugada e do silêncio
Do seu manto sedento
Que me bebe com dor.


Amanhecer mais um pouco
Deitada sob as estrelas
Macia e dormente
Nos meus lençóis e correntes.
®IatamyraRocha


Tempos

Imagem
Não se percebe o tempo passar
Corre por entre os sonhos embriagadamente
Como se desfazendo em laços presentes
Passando como um código de conduta de Bertrand
Alheio a certezas imploradas...Exploradas
Aliando e afastando,com um tic e tac de um velho relógio
Que pendurado no tempo sofre oscilações físicas
Sem perder sua contagem do lógico
Não se percebe quando ele chega e te abraça
Trazendo nesse abraço de moinho
Todas as suas certezas em marcas em volta do seu olhar
Como se dentro dos teus olhares
Ele estava ali o tempo todo a te esperar.
®IatamyraRocha
Texto escrito e publicado por mim Iatamyra Rocha no ebook Nuances Poéticos, visualização e download aqui no blog Efêmero.