Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2016

Poemas: Fênix e Versos metafisicos

Imagem
Grafite na escadaria do hotel Rifóles em Natal RN Brasil
Fênix
Devia te falar Singelamente do delicado branco Da pausa
Dessa flor Aberta de pedras Da asa
Deveria passar O passado À limpo a casa
Mas A vírgula transborda O presente escancara A porta A pauta Esses versos Desmascara o meu amor Confesso
Devia passar a régua Nesse refrão A conta paga Á água O pão
Havia palavra Agora além dessa poesia Há o cinza das vias Restos de fênix Geografias
Há mais beleza no bolor Das mesas Filosofias
Devia não te amar Mas antes da vírgula passar O mar depositou Areias. - Iatamyra Rocha 


Expressão artística em movimento na escadaria do hotel Rifóles em Natal RN Brasil