Balada dos corações


Apesar do tempo
e do barulho do lugar
até quando o vento
para de cantar.
Apesar desse rio
que não para de correr
o meu coração vazio
só preenche de você.
Apesar da música
sempre te esperar
os versos do mundo
nunca param de soprar.
Apesar dessa canção
talvez te espelhar
meu amor por ti
nunca vai mudar.
Meu amor aqui
nunca vai mudar
o meu coração pra ti
nunca para de cantar.
Na última balada
há vários corações
no topo dessa escada
modernas declarações.
Até quando o vento
para de soprar
meu amor por ti
nunca vai mudar.
- Iatamyra Rocha 



"O futuro pertence ainda mais aos corações do que aos espíritos.
Amar é a única coisa que pode ocupar a eternidade.
Ao infinito é necessário o inesgotável.
Extraído do livro "Os Miseráveis" de Victor Hugo. 

Comentários

Suzana Martins disse…
Enquanto o mundo se ajeita o tempo toca aquela balada que partiu meu coração...

Lindo demais querida!!

Beijos
Iatamyra Rocha disse…
Olá Suzana, obrigadeço à você e o Entre MarÉs pelo carinho sempre presente aqui dentro de mim,e esse sentimento alimenta os versos da minha canção, vida. bjs
- Iatamyra Rocha
Andre Luis disse…
http://youtu.be/nf3j51Z-46Y?list=UU1T47bkB5t9q4tl8mHG4TwA
Iatamyra Rocha disse…
Olá, André Luis, obrigada pela visita e musicalidade. bjs

Postagens mais visitadas deste blog

Mulheres poetas

Poemas: Fênix e Versos metafisicos