Sussurros

Cinco da manhã
O sol está rouco
Neblina meu acordar
Desato linhos no meu olhar.


Luz sussurrando aos poucos
Em frestas no meu corpo
Vestindo-me de sol
Reentrâncias na minha pele nua.


Queria mais um tempo
Da madrugada e do silêncio
Do seu manto sedento
Que me bebe com dor.


Amanhecer mais um pouco
Deitada sob as estrelas
Macia e dormente
Nos meus lençóis e correntes.
®IatamyraRocha


Comentários

Gosto deste amanhecer, ele conversa comigo, desperta versos em meu dia.

Beijos.

Carmen.

Postagens mais visitadas deste blog

Mulheres poetas

Poemas: Fênix e Versos metafisicos

Lumes