Ilusões

Teus olhos de amêndoas,
Mar de infinidade,
Doce e terno...
Penetrante como punhal,
Transpassa meu peito,
Com raios de ilusão.
Incompreendido amor,
Castigado pelo tempo,
Onipresente pela dor,
Eterno como o universo,
Imprevisivel e constante...
Como ondas no mar.
Teu cheiro me consome,
Me embriaga...
Ópio do amor,
Entorpecente da paixão,
Endorfina do caos,
Ordena meu corpo,
Arrepia minha pele,
Acelera meu peito,
Penetra em minhas entranhas,
Ferve meus sentidos.
Tua boca...
Tua lingua...
indescritível...
Sucumbi as palavras...
Me emudece...
Rouba meus pensamentos.
Doce momento,
Doce sabor,
Me leva a loucura...
Ou tortura esse amor.
Tanto sentimento,
Um momento...
Parado no tempo,
Perdido...
Em meu coração de ilusão...
E paixão.
®IatamyraRocha






Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Mulheres poetas

Poemas: Fênix e Versos metafisicos

Lumes