Kase

Tenho versões
verões
de chuva
pousado
nas palavras.

Umidez
rangendo ossos
calando a pele
ressecada.

Pulsos
que cantam
entre mares.

toda
a tempestade
de ter
na liberdade
vales.

Meço
a intensidade
a partir
dos contornos.

Na voz
que a cordas
frequências
do eco.

Toda
a natureza
compõe
na flor
sua asa.

Selvagem
de ego
sublime
de céu.

Cortes
que no tempo
sangram
voos.

Conscientes
do
pouso.
- Iatamyra Rocha


"Concordo co D. Quixote: o meu repouso é a batalha."
- Pablo Picasso 

 




Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Mulheres poetas

Poemas: Fênix e Versos metafisicos

A República