Estruturas

                                  Foto:Cena do filme Lucy/Mais sobre Lucy:clique:




E se fôssemos feitos de seda
E escorregássemos por entre corpos sedentos
No movimento forte de Aida   
Delicadamente estruturando o vento.

E se fôssemos apenas um tricô
Passaríamos a linha por entre os ombros nus
E então teceríamos só amor
E deixaríamos o sol passar por entre as tramas de luz.

E por fim se fôssemos uma maquina de costura
Escolheríamos o ponto certo no exato tecido
E assim esvoaçássemos os retalhos a qualquer altura
Sem que as linhas e os pontos o tenham estremecido.

Mas somos somente linhas invisíveis
Num desejo secreto de um Deus infinito
E acima de qualquer plano impossível
Sobrevivemos a um  tempo inóspito e restrito
Sem explicação plausível
Há nenhum grito.
- Iatamyra Rocha 



"(...) Porque cada inicio
é só continuação,
e o livro das ocorrências
está sempre aberto ao meio."
- trecho do poema:"Amor à primeira vista"  de Wislawa Szymborska





Comentários

Douglas Álisson disse…
Olá, gostei do blog e dos poemas. :D
Também tenho um onde coloco algumas poesias minhas. Poderia dar uma olhada? http://wordsbyalonelyguy.blogspot.com.br
Iatamyra Rocha disse…
Olá Douglas, seja bem vindo, obrigada pela presença aqui no Efêmero, e sucesso no seu blog, vou lá te visitar, bjs
- Iatamyra Rocha

Postagens mais visitadas deste blog

Mulheres poetas

Poemas: Fênix e Versos metafisicos

Lumes