Imensidão

O tempo não canta mais
Não sopra o vento nos cabelos
O passado não se refaz
Secam como rosas sem zelo.

Tuas mãos agora desconhecidas
Caem em afagos sob meu vestido
Um último minuto de calor
Simulacro no âmago da dor.

O tempo não canta mais
Agora para no teu olhar
Olhos vastos enluarados
Como a imensidão do mar.

O amor é fenda no tempo
Oração de um corpo para outro corpo
Onde a alma voa com o vento
E só nos teus braços encontra porto.
®IatamyraRocha


Comentários

Saudade de estar aqui para me abastecer de amor e de teu lirismo, um beijo grande, bom final de semana.

Carmen.
Iatamyra Rocha disse…
Saudade é toda imensidão que saciada com palavras alivia a solidão, amo tua presença sempre transbordando carinho e atenção, obrigada Carmen e desculpe-me pela ausência de respostas ao teu comentário..Bjs e uma primavera repleta de poesias.
Assis Freitas disse…
"oração de um corpo para outro corpo" é uma prece de pele,


abraço
Iatamyra Rocha disse…
Olá Assis,obrigada pela visita e belo comentário,bjs poéticos

Postagens mais visitadas deste blog

Mulheres poetas

Poemas: Fênix e Versos metafisicos