A imortal Diva Cunha !

          Com uma poética excepcional e uma relação forte com as palavras a professora aposentada de literatura Portuguesa no curso de Letras da UFRN [Universidade Federal do Rio Grande do Norte] e atual professora de História da literatura do Rio Grande do Norte e cultura Brasileira da UNP [Universidade Potiguar] é a mais nova imortal da Academia Norte Rio Grandense de Letras.
       Diva Cunha é uma das mais brilhantes representantes da nova poesia Brasileira, sua poesia envolve o leitor com uma pureza de versos que exprimem os sentimentos mais comuns de uma forma firme sem perder a docilidade da sua essência, cito abaixo alguns poemas e links para nossa apreciação e deleite.

"Certas mulheres catam coisas pequeninas
 conchas, feijões, letras
outras distraem-se nos espelhos

contam rugas 
algumas contam nuvens
criam cachorros e gatos como crianças


certas mulheres guardam mágoas
ressentimentos, botões, elásticos

algumas são como certos homens
não contam nada
ocupadas com coisas incontáveis.

 "Urgente inventar um sorriso
para os lábios
dentes velejando em branco
as rubras serpentes

vibrar até partir
a via frágil deste corpo
o mais
é morte homeopática
vizinha consanguínea
do desgosto.


"Sou todos
os poetas que li
com a devida
ressalva
eles não são eu
cadeira que ocupo
enquanto escrevo.


Diva
Palavras
Terreno arenoso
Onde nasce poesia
Grão a grão cultivada
Sob o céu de flores.

Diva
Tece nas manhãs
Um profundo olhar
Coberto de versos
Imortais clamores.
®IatamyraRocha


 







Comentários

Bom conhecer esta poeta, bom mesmo, gracias Iatamyra...

amei este:

"Sou todos
os poetas que li
com a devida
ressalva
eles não são eu
cadeira que ocupo
enquanto escrevo."

beijos, boa semana.

Carmen.
Iatamyra Rocha disse…
Olá Carmen,que bom que gostou A Diva é uma preciosidade dessas terras Potiguares..Uma semana muito inspiradora para ti Poeta...Bjs

Postagens mais visitadas deste blog

Mulheres poetas

Poemas: Fênix e Versos metafisicos

A República